22/01/2007

Mijo radioactivo e vidros embaciados

Segue-se mais uma descrição de um procedimento médico. Mas desta vez prometo que não é nojenta. Apenas envolve alguns fetishes mais kinky, mai nada.

Hoje o menino foi de manhã fazer aquilo a que se chama de "Exame Respiratório com Ureia marcada com Carbono 13." Nome pomposo.

"Serve para quê?", oiço-vos já a perguntar em coro. É simples. Para quem tem ou teve uma úlcera provocada pela p**a da bactéria Helicobacter Pilorii, este exame permite determinar se a gaja ainda está dentro de nós ou não. Para o corpo humano, a ureia é um meabolito, i.e. um produto final das nossas actividades celulares. Depois dos outros compostos todos se transformarem em ureia, esta é removida nos rins e ala para a bexiga. Mas para a bactéria, a ureia é alimento. E se ela existir, será a única coisa no corpo que tem capacidade de transformar a ureia noutra coisa qualquer: neste caso, CO2 (dióxido de carbono) e NH3 (amoníaco).

O CO2 produzido pela degradação da ureia radioactiva que se toma é libertado na respiração. E aí é que entra a magia da coisa. Se expelirmos apenas mijo radioactivo, então não há bactéria. Se expelirmos bafo radioactivo, então a gaja ainda cá anda.

E no que é que consiste o exame dito cujo?

Chegar
Esperar
Beber um líquido amarelo que sabia levemente a laranja, e ardia na garganta (julguei de inicio que era a ureia, porque parecia mesmo mijo). Era um lindo copo de 3. O líquido em questão era ácido cítrico, para activar a coisa.
Esperar
Soprar por uma palhinha para dentro de dois tubos de vidro
Esperar
Beber um shot de ureia radioactiva (é amarguinha, por sinal)
Esperar
Respirar para mais dois tubos com mais uma palhinha.
Esperar.
Pagar e sair.

Nunca fiz um exame em que se fizesse tão pouco mas se esperasse tanto.
Aconselho a experiência com o ácido cítrico, no entanto. Parece que estamos a beber Tang mesmo mau.

4 comments:

bruno said...

E e' mesmo necessario matares a bicha? Ela vive em grande parte da populacao portuguesa sem problemas. E' debativel se o procedimento correcto consiste em *tentar acabar com ela* ou nao na comunidade medica. Especialmente pq tentar acabar com ela significa normalmente problemas secundarios mto mto piores...

Eu optei por a deixar no meu corpinho mas confesso que nao me tem chateado desde ha' mto... e' preciso e' ter moderacao e tomar um ulcermin com antecedencia qdo o dia se preve mto duro ;-)

boa sorte com a tua luta com a pilori eheh

Headache said...

O Ulcermin é um mero paliativo.

Eu sei que a Helico vai voltar

Mas quero que se vá embora pelo menos por uns tempos para a úlcera se curar e não perfurar o duodeno de um lado ao outro.

Além do mais, o esomeprazole é fenomenal. Pirose nunca mais!

ShooGirl said...

E passou mais um belo de um arrepio pelas costas ao ler a descrição... baaaaaaaaaaaaaaah Headache... és um homem corajoso... "ureia radioactiva" é só um dos porquês!!!!

Rui said...

Só há um problema, é que o Carbono-13 não é radioactivo, mas é detectável facilmente por NMR. O Carbono-14, esse sim, é que era de homem...