11/11/2010

O Sr. do Adeus morreu


Lembro-me bem dele. Presença constante na Avenida da República, junto ao Monumental, sempre a acenar. Quantas vezes terei saído do Técnico, a porcas e más horas, e ele estava lá sempre?

Recordo-me ainda de quando ia apanhar o 51 no seu antigo terminal, junto ao El Corte Inglés. Nos últimos tempos ele era sempre uma presença constante no mesmo autocarro, acompanhava-nos quase todos os dias até à zona das embaixadas em Belém. E ali ficava, junto às prostitutas, a acenar e a fazer uma grande festa sempre que lhe acenavam de volta.

Mais um pouco das minhas memórias que desaparece.

3 comments:

David said...

:(

Andorinha said...

Esse Senhor tinha uma classe do caneco. É uma pena :(

headache said...

Verdade. Tinha sempre um sorriso na cara.